TeixeirinhaApresentação

Vitor Mateus Teixeira (Teixeirinha) nasceu na cidade de Rolante, distrito de Mascaradas, Rio Grande do Sul, em 3 de março de 1927. Viveu 58 anos. Faleceu no dia 4 de dezembro de 1985, e está sepultado no Cemitério da Santa Casa, quadra n.4, túmulo n. 4, em Porto Alegre. Sendo assim, sua história foi contada por seu irmão, Vitor Mateus Teixeira Filho.

Teixeirinha perdeu seu pai aos seis anos de idade e sua mãe aos nove. Sem dinheiro para se sustentar,trabalhou como carregador de malas e vendedor ambulante de jornais e doces. Fez sua certidão de nascimento com dezesseis anos, dois anos antes de se alistar ao Exército – que não chegou a servir. Nessa mesma época, trabalhou no DAER (Departamento de Estradas e Rodagem/RS), como operador de máquinas. De lá, saiu para finalmente tentar a carreira artística, cantando nas rádios de Lajeado, Estrela, Rio Pardo e Santa Cruz do Sul.

Em 1959 foi convidado para gravar seu primeiro 78RPM, em São Paulo, com as músicas “Xote Soledade” e “Briga no Batizado”. Com o dinheiro, comprou uma casa no bairro Glória, em Porto Alegre, e uma Kombi para andar por todo o Brasil. Assim, o cantor finalmente assumiu a carreira, trabalhando em circos, teatros, cinemas e outras casas de espetáculo. Em 1963, ganhou o troféu “Chico Viola”, do programa “Astros do Disco”, da Record, que tinha como objetivo premiar os melhores discos de cada ano. E, internacionalmente, ganhou o troféu “Elefante Ouro”, pelo maior número de vendas em Portugal. Em 1964, atingiu a marca de 2 milhões de discos vendidos, assim como passou a produzir de dois à três discos por ano.
Durante vinte anos, apresentou programas de rádio diários com duas edições: “Teixeirinha Amanhece Cantando” (de manhã) e “Teixeirinha Comanda o Espetáculo” (de noite). E,nas manhãs de domingo, o “Teixeirinha Canta para o Brasil”, com transmissão de Porto Alegre para o interior e outros estados do país.

Em 1973, fez quinze apresentações nos Estados Unidos, passando por Boston, New Jersey e Nova York. E, em 1975, dezoito no Canadá, onde visitou Toronto. A música Cantando nos States, inclusive, conta um pouco da trajetória do cantor no exterior.

A canção Coração de Luto, gravada em 1959, vendeu mais de vinte e cinco milhões de cópias, superando, em termos de venda por canção, Michael Jackson e Julio Iglesias.
Teixeirinha gravou 49 LP`s inéditos, somando mais de 70 LP`S no total, deixou um acervo superior à 1.200 composições e 758 músicas gravadas.
Ganhou 9 discos de ouro.

Atualizado em junho de 2015 por Florença Castro